Zagueiro elogia lateral após título e revela puxão de orelha no companheiro no início do ano: “Eu falei para ele: ‘Estou vendo um potencial enorme, mas você está longe de ser profissional'”

Quando Rodinei pegou a bola para fazer a sétima e a decisão de cobrança de pênalti do Flamengo, David Luiz não tinha dúvidas sobre o título que deu ao Rubro-Negro o Copa do Brasil, sobre o título nesta quarta-feira, no Maracanã. A certeza do zagueiro se desvia à relação que os dois cultivaram no último ano no clube.
Uma parceria de muitas trocas e, às vezes, “puxões de orelhas”.

– Desde quando eu cheguei, tive a oportunidade de conhecer histórias que me tocaram do lado pessoal. O Rodinei é uma delas. Um cara que todo mundo ama, de coração gigante. Que eu cheguei aqui e vi órfão, no sentido de que “coisa boa é para nós, coisa ruim é você sozinho”. Eu não falo só dentro do clube, falo de tudo.

David Luiz contou que conversou com Rodinei logo que chegou ao Flamengo. De acordo com o zagueiro, a postura do companheiro não era compatível com seu talento. 

– Eu falei para ele: “Rodi, estou tendo a oportunidade de te conhecer, estou vendo um jogador de potencial enorme, que talvez não tenha visto em alguns grandes clubes que eu joguei lá fora. Mas você está muito longe de ser um profissional”. E falei para ele: “Estou aqui para te ajudar” – revelou o zagueiro na live do ge depois do título.

Vasco decreta luto de três dias pela morte de Olavo Monteiro de Carvalho

Depois disso, David propôs a Rodinei uma rotina de trabalho mais regrada. Mudança que passou a trazer resultados dentro de campo. Mas não sem contratempos ao longo do caminho. 

– A gente criou esse laço profissional. Eu falei: “A partir de amanhã a gente chega às 7h30 no clube”. E foi a primeira mudança que ele teve no começo do ano. Depois ele deu uma titubeada, deu uma caída. Foi quando falei que dessa maneira a gente não ia trabalhar mais. Depois ele foi lá para casa com carinha de cachorro voltando e falou: “É o que eu quero, eu vi que com trabalho as coisas acontecem”

– O Rodinei é uma das pessoas que mais me ensinaram como a vida é linda de uma forma mais simples. Esse título coroou essa visão que hoje eu tenho da vida, muito mais aguçada de um cara que viveu inúmeras coisas aqui dentro. Muitas vezes coisas ruins que eram culpa dele, sim, que ele deveria estar de outra maneira. Mas muitas vezes exagerada, sim.

Em 2022, David Luiz assumiu função primordial de liderança dentro do elenco rubro-negro, ainda que sem a braçadeira de capitão. Ainda no fim de 2021, depois da final da Libertadores, o zagueiro fez duras cobranças no vestiário rubro-negro após derrota para o Santos, pelo Brasileiro. 

– Continuar ganhando é mais difícil ainda, porque você relaxa, vira uma coisa natural. Talvez tenha sido esse o meu puxão de orelha, para que eles tenham a mesma paixão, dedicação, ambição. Porque é muito bom ganhar. Fui duro, sim, em inúmeros momentos. Mas sou muito bonzinho com eles em muitos outros. Na chamada de atenção, eles sabem o porquê. E, quando eles compreendem que estou fazendo para o bem deles muito mais do que para o meu bem, é muito mais fácil. O que eu trago para eles é a simplicidade de compreender que com trabalho as coisas acontecem. 

David Luiz aproveitou para destacar a importância de pessoas que pouco aparecem para os torcedores. 

– Hoje, quando eu vi como se desenharam os pênaltis e quando eu vi que ia sobrar para ele (Rodinei), eu sabia que ele ia ser coroado. E coroa a história de outras pessoas que muitas vezes a gente não conhece. Funcionários que chegam lá às 4h da manhã, pegam três ou quatro ônibus para nos ajudar.

De zagueiro a volante

David Luiz foi um dos destaques do Flamengo nas duas partidas da final da Copa do Brasil. Além de fazer uma partida sólida nesta quarta-feira, ele converteu a sua batida na disputa de pênaltis e ajudou o time a recuperar o moral depois de Filipe Luís desperdiçar sua cobrança.

Depois do jogo, o zagueiro comemorou seu primeiro título pelo Rubro-Negro: 

– Trabalho pago, vem para coroar toda a festa que a torcida fez, que o Corinthians fez, sua torcida também. Espero que não tenha tido incidentes lá fora, pois foi uma festa maravilhosa. E foi decidido no detalhe. Vim para um projeto totalmente consolidado, para tentar dar continuidade a essa caminhada – analisou.

David foi contratado no meio da última temporada, com a expectativa do título da Libertadores, que acabou ficando com o Palmeiras. Em 2022, o Flamengo acabou derrotado pelo Fluminense, no Carioca, e perdeu a Taça da Supercopa do Brasil para o Atlético-MG nos pênaltis. 

Ao longo deste ano, o jogador deu a volta por cima e se consolidou na equipe. Em uma coletiva de imprensa recente, foi considerado pelo técnico Dorival Jr. um “capitão sem braçadeira”. Nesta quarta, começou como zagueiro, foi bem, mas teve de ser adaptado como volante durante o jogo e deu conta do recado. 

– O primeiro ano não foi fácil, perdemos três finais, uma nos pênaltis. Nunca é fácil ser campeão. Queria agradecer todo mundo que trabalha, desde os mais humildes no Flamengo, ninguém chega a lugar nenhum sozinho. Desde que cheguei ao Brasil senti o carinho das pessoas antes mesmo de assinar. É um dia muito especial, Deus foi muito maravilhoso comigo, tive oportunidade de viver muitas coisas, mas não com a maturidade que tenho hoje. De saber que não são os jogadores, são todos. Muitas das vezes a frustração vem com as derrotas, é o esporte. Então estou muito feliz – disse.

Passada a folga e a euforia do título da Copa do Brasil. Será momento de David e o restante do elenco do Flamengo voltarem o foco para a decisão da Libertadores, diante do Athletico-PR, no dia 29 de outubro. Em Guayaquil, o zagueiro terá mais uma chance de buscar uma reviravolta pelo Rubro-Negro.

Aqui você pode , comprar camisa do Flamengo . Confira nossa Loja do Capita.